22.11.06

Amadurecimento° ~ .

Minha gente, eu cresci.

Em tempos antigos, quando tropecava e caia, eu gritava ou soltava audivelmente um comentario aleatorio. Nao raras foram as vezes que ficava eu ali caida por horas a espera da minha face retornar da cor rosa fucsia ao leve tom pomarola.

Apos passar por frequentes quedas na Italia, onde o chao fiorentinho ainda tem marcas do meu para sempre estragado joelho, e seguidos escorregoes e tropilicos em Londres, incrementados com os "Mind the gap" do metro (tipicos indicadores de nao ser eu a unica a cair bebadamente, como tambem haverem outros que ainda caem nos vazios entre o chao do metro e o da estacao), eu amadureci, caros.

Hoje em dia, a estabanacao ainda ocorre com frequencia, porem em sua maioria me equilibro novamente, e manejo prosseguir com uma elegancia singular.

Ah! Oq um intercambio nao faz com o ser humano.

hihihi

*musica e fade out de um comercial da empresa de turismo Sullivan*

Um comentário:

Criz | 22-11-2006 19:24:20 disse...

WOPA! Há, eu sei quem você é, e o que você fez no verão passado. Sei também que você tentou usar uma linguagem lúdica, com a intenção de deixar o seu texto engraçado... porém se você amadureceu, e a comparação é com o tomate, a queda constante não seria a melhor saída. Se você cai contantemente é porque já está podre >:| (MWAHSDIAHSPD). E eu juro que sempre que eu leio coisas do tipo de "fas", "bocos"... eu me pergunto: O que INFERNOS venha a ser fás e bocôs? Daí que eu entendo...