19.2.07

Doris não dorme ° ~ .

e na nada trágica história de sua vida, ela se lembrou de como os acontecimentos a direcionaram para uma busca qualitativa de onde depositar suas emoções.

Doris, caminhante, foi pisando esmagativamente em bolotas de sangue as quais cresciam de forma proporcional ao grau de confiança Dorica recebida. Ela estava ciente de que outras ainda viriam a ser amassadas em sua sola, por estar ela continuamente trilhando o vital caminho da seletividade.

No atual momento, Doris parece estar pisando na última bolota ainda viva dentre aquelas raras maiores e gordíssimas que tanto espaço já ocuparam em seu coração.

As maiores bolotas.
Uma a uma já não mais motivo de felicidade, de impulsividade confiante, de falar e falar e se jogar sem medo de cair.

Esmagadas.
E a parede da última já ameaça ceder.

E agora, Doris ?

Dori ?

Dor ?

Duh.

2 comentários:

Carol Stevens disse...

You´re back!

:)

Are u ok babe?

:****

Marcelo Seabra disse...

A escala dórica é:

T 2M 3m 4J 5J 6M 7m